sexta-feira, 22 de julho de 2011

Intervenção


Fechei o portão do hospício
Pra loucura hospedar
Em terreno bem  propicio
Pra deixa – lá alimentar
Entretanto pelo ofício
Não se pode duvidar
Que ela tem seu beneficio
Isto posso te indicar
E nos versos que escrevo
È dela que me aproprio
Pra matar esses desejos
De consumá-los em teu abrigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postados Recentemente