quinta-feira, 17 de novembro de 2011

UM DIA

Não foi agora, mas um dia será
Que meus versos dispostos na areia
Que o mar revolto agora saboreia
E as gaivotas estão a grasnar

Serão levados a outros portos
E o vento atrevido ira assoviar
E a linda menina de olhar absorto
Embalada nas rimas ira repousar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postados Recentemente