sábado, 1 de outubro de 2011

TENS TEMPO?




Levanta...
A vida não espera o moribundo
Sacode...
A poeira entranhada em tua alma
Desperta...
Do transe que padeces em poço imundo
Da escória que alardeia o fim de tudo

Respira...
Haurindo o que há de bom na tua história
Abraça...
Àqueles que oferecem o auxilio amigo
Renasça...
Descubra o que tens encarcerado lá no fundo
Pois amigo, a vida não espera o moribundo

2 comentários:

  1. Caspita! Eu que não sou de curtir poesias, adorei esta. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Orgulhosamente programei uma 'chamada' para este ótimo artigo no novo site dos Blogueiros do Brasil. O post será publicado dia 05/10 às 13:00 hs.


    Abraços cordiais.

    ResponderExcluir

Postados Recentemente