domingo, 11 de setembro de 2011

À PERFEIÇÃO



Quando eu voltar à minha casa
Despido da couraça mortal
Vou refletir sobre a vida passada
Se conquistei a beleza moral

Abraçar a verdadeira família
Matar a saudade da longa viagem
E depois preparar outra vida
Reencarnar necessita coragem

E sei não caminho sozinho
Mentores divinos iluminam a chegada
Eis que nasço... Novos desígnios
Recomeça a jornada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postados Recentemente